segunda-feira, 16 de maio de 2011

Produção Contínua

Produção contínua é um método usado por muitas empresas de manufatura para fazer a maior quantidade de um produto no menor espaço de tempo possível. A ideia por trás deste conceito é a produção constante, sem qualquer tipo de pausa ou interrupção. É uma idéia muito complicada, pois requer uma grande dose de habilidade e competência para implementá-la com êxito. 

Produção contínua é exatamente o que parece: constante, sem interrupção de um bem ou produto. É mais frequentemente utilizada na  produção que envolve plantas oleaginosas e outros produtos químicos, e em outros processos que não podem ou não devem jamais ser interrompidos. O tipo de contraste de produção para a produção contínua é chamada de produção em série. Uma das principais razões da escolha de uma em detrimento de outra é a necessidade de produzir uma quantidade constante ou muito grande de produtos sem uma pausa. Na maioria das cadeias de produção de fluxo contínuo, o uso de produtos químicos ou outras reações podem continuar, independentemente de quanto tempo as matérias-primas têm estado envolvidas no processo. Um exemplo disso é a produção de vidro. Uma vez que a areia de sílica usada para fazer o vidro foi derretida, ela precisa ficar assim até que seja concluído a moldagem do vidro, ou poderá haver atrasos graves no processo de fabricação. 
Outro fator que determina o tipo de produção a ser utilizado é a qualidade exigida do produto. Alguns produtos terão sempre a mesma qualidade, desde que os ingredientes sejam os mesmos e o processo mantenha-se inalterado. Há outros produtos que podem variar muito de um lote para outro, e, assim, a produção do lote é necessária para garantir a qualidade. 

Muitas pessoas associam a produção contínua com operações de montagem de tipo de linha, onde há sempre um produto que está sendo feito. A linha de montagem de um carro é um bom exemplo de produção contínua (embora este processo possa ser interrompido e iniciado facilmente). Os tijolos são outro produto que utiliza métodos de produção contínua. Muitos alimentos processados ​​também usam processos contínuos até o produto final. Eles são, de certa forma, uma combinação de produção contínua e em lotes. Os ingredientes são montados em um lote de acordo com certas medidas e se misturam, mas são depois colocados em uma máquina ou sistema que pode processá-los sistematicamente, sem interrupção. Muitos desses processos alimentares envolvem plantas muito grandes, e fornos extremamente longos, que funcionam a uma temperatura constante para garantir que o produto a cada lote seja o mesmo em todo o processo. Este tipo de produção exige uma grande dose de planejamento e, uma vez que um sistema tenha sido implementado, é muito difícil de resolver eventuais falhas no processo. 

A manutenção de um sistema de produção contínua é muito importante, pois qualquer atraso no processo requer que todos, tanto acima como abaixo na linha de produção, parem quando o problema for detectado para sua correção. Muitos produtos de alta tecnologia também estão usando os modelos de produção contínua, e os robôs e máquinas que operacionalizam a produção são muito sofisticados. 

A maioria dos sistemas de produção contínua caracterizam-se por um conceito de produção semi ou totalmente automatizado, o que requer uma grande dose de coordenação. Os sistemas dependem de intervenção humana, bem como os passos são monitorados por computador para se certificar que tudo está ocorrendo como o normal, conforme o planejado. Eles também assumem que a produção pode parar ou continuar 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano. Esses sistemas exigem um grande investimento em projeto de máquinas e processos antes de qualquer coisa, mesmo quando sai da linha de montagem para um consumidor. Eles também exigem que as medidas de controle de qualidade sejam implementadas e constantemente avaliadas em vários pontos diferentes no processo.

7 comentários:

Roberto Filho disse...

Texto muito bom, parabéns!

Anônimo disse...

Texto ótimo!

Anônimo disse...

mt bom

Tulio Escobar disse...

Artigos muito bons. Todos simples e bastante elucidativos. Obrigado por compartilhar.

Deísa Rocha disse...

Ótimo texto, me ajudou bastante. Obrigada!!

Franciney Furtado disse...

Excelente texto, de muito proveito.

Unknown disse...

faltaram exemplos para eu colocar no meu trabalho acadêmico.
obg

Postar um comentário